Última hora

Em leitura:

Germanwings: Pai do piloto diz que não quer magoar famílias das vítimas


mundo

Germanwings: Pai do piloto diz que não quer magoar famílias das vítimas

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Com Marco Lemos e DPA

Guenter Lubitz, pai do co-piloto Andreas Lubitz do voo 9525 da empresa alemã Germanwings, que se despenhou há dois anos nos Alpes franceses, quando fazia a rota Barcelona-Dusseldorf, disse, em conferência de imprensa, que não queria magoar os famíliares das vítimas.

Lubitz disse aos jornalistas que o filho “amava a vida” e que “não sofria de depressão” no momento em que o acidente ocorreu.


O pai do piloto disse ainda que as investigação não tinham sido feitas como deveria ser e que por isso as conclusões não tinham permitido chegar às verdadeiras causas do acidente.

Entrevista ao jornal alemão Die Zeit lança polémica

Foi numa entrevista ao jornal alemão Die Ziet, que o pai do piloto lançou acusações sérias aos investigadores e criticou a forma como dirigiram o processo.

Guenter Lubitz disse então que o filho não estava em risco de cometer suicídio, que “as suas ações não foram premeditadas” e pediu a reabertura do inquérito.

A notícia caiu como uma bomba junto das famílias das vítimas.

O advogado que as representa, Elmar Giemulla, disse que “os familiares ficaram chocados com a notícia.”

“Estão literalmente sem palavras, numa altura em que se preparam para ir até ao local do acidente, Le Vernet, para assinalar o segundo aniversário, um momento que requer concentração e silêncio”, disse continuou.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

mundo

Alemanha- Turquia: "Embargo" à venda de armas agrava conflito diplomático