Última hora

Em leitura:

Ameaça de guerra comercial entre UE e EUA


economia

Ameaça de guerra comercial entre UE e EUA

A política protecionista de Donald Trump pode levar os europeus a apresentar queixa na Organização Mundial do Comércio (OMC).

A Alemanha pressiona os parceiros a avançar face às notícias vindas do outro lado do Atlântico. Itália pronuncia-se contra as medidas protecionistas, mas alerta que uma guerra comercial pode afetar a economia mundial.

Os europeus reagem assim à ameaça de Washington de impor taxas aduaneiras até 100% a produtos europeus, em retaliação ao veto da União Europeia (UE) à importação de carne bovina norte-americana tratada com hormonas.

A lista poderá incluir 90 produtos, entre eles, o “fois gras” e o queijo francês Roquefort, as águas San Pellegrino e Perrier, detidas pela Nestlé, ou o “scotter” Vespa, da italiana Piaggio.

A marca reagiu, evocando a exportação da Vespa para o Vietname.

Os Estados Unidos são o principal mercado das exportações europeias, enquanto a Europa é o segundo maior destino dos produtos norte-americanos.

A guerra comercial inclui também o aço. O Departamento do Comércio acusa os europeus de dumping e propõe subir as taxas aduaneiras de 3,6% para 148% para sete produtos metalúrgicos.

Emma Marcegaglia, presidente do grupo metalúrgico italiano do mesmo nome, reagiu. Afirma que, sem comércio livre, as economias serão menos competitivas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

economia

Zona Euro: Inflação abranda em março