Última hora

Em leitura:

"Estado da União": o princípio do fim do Reino Unido na UE


Estado da União

"Estado da União": o princípio do fim do Reino Unido na UE

Foram precisos nove meses após o referendo e uma carta de seis páginas assinada por Theresa May, mas o famoso artigo 50 do Tratado de Lisboa foi invocado a 29 de março e o Brexit é o tema em destaque no “Estado da União”, programa que passa em revista a atualidade europeia semanal.

Depois de 44 anos juntos, o Reino Unido pediu formalmente o divórcio da União Europeia (UE). O governo de Londres foi, obviamente, o centro da atenção política e mediática, mas muitos também observaram as reações em Bruxelas, onde estao as instituições europeias.

Uma cimeira europeia extraordinária sobre o Brexit foi marcada para 29 de abril: os 27 chefes de Estado e de governo vão tentar chegar a acordo sobre as orientações para as negociações, incluindo as linhas vermelhas que não podem ser ultrapassadas.

Nos dias seguintes, o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, deverá reunir-se com David Davis, o ministro britânico responsável pela Brexit.

De acordo com o projeto de calendário, as negociações deverão estar concluídas em outubro de 2018, iniciando-se o período de ratificação pelas instituições europeias e pelos parlamentos nacionais.

O objetivo é conseguir a saída efetiva do Reino Unido a 29 de Março de 2019, mas o processo é muito complexo, como explicou Stefan Lehne, analista no centro de estudos Carnegie Europa, entrevistado por Damon Embling.

Agenda da próxima semana:

- segunda-feira, 3 de abril: início da sessão do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, onde estará o Presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier

- quarta-feira, 5 de abril: conferência internacional, em Bruxelas, para fazer um balanço da ajuda a prestar à Síria