Última hora

Em leitura:

Tusk anunciou diretrizes de negociação da União para o Brexit


A redação de Bruxelas

Tusk anunciou diretrizes de negociação da União para o Brexit

O projeto de diretrizes de negociação da União Europeia (UE) sobre o Brexit mostra uma abordagem construtiva. Esta foi a reação imediata do governo de Londres à apresentação feita pelo presidente do Conselho Europeu, sexta-feira, em Malta.

Em conferência de imprensa, Donald Tusk, sublinhou que “o nosso dever é minimizar a incerteza e os distúrbios causados pela decisão do Reino Unido de se retirar da UE, tanto ao nível dos cidadãos como das empresas e dos Estados-membros”.

“O Brexit já é algo bastante punitivo em si mesmo. Depois de mais de 40 anos de união, é dever das duas partes fazerem o máximo para tornar este divórcio tão suave quanto possível”, acrescentou o presidente do Conselho Europeu.

Por seu lado, Joseph Muscat, primeiro-ministro de Malta, país que tem a presidência da UE, disse que “vai ser uma dura negociação, mas não vai ser uma guerra”.

Do lado da UE as prioridades de negociação são:

-Defender os interesses dos cidadãos

- Evitar o vazio legal para as empresas

- Pagamento dos compromissos financeiros pelo Reino Unido

- Proteger o processo de paz na Irlanda do Norte

- Criar laços fortes entre UE e Reino Unido

Os principais negociadores serão Michel Barnier, pela Comissão Europeia, e David Davis, ministro britânico para o Brexit.

Se ao longo dos dois anos de negociação houver suficiente progresso sobre o acordo de separação, a UE admite iniciar negociações paralelas sobre um futuro acordo comercial.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

A redação de Bruxelas

"Breves de Bruxelas": resposta ao Brexit, Tillerson na NATO