Britânicos anunciam abandono da Convenção de Londres para a Pesca

Access to the comments Comentários
De  Antonio Oliveira E Silva
Britânicos anunciam abandono da Convenção de Londres para a Pesca

<p><strong>Com <span class="caps">AFP</span> e <span class="caps">EFE</span></strong></p> <p>O Governo britânico anuciou domingo a decisão de abandonar a <strong>Convenção de Londres para a Pesca</strong> de <strong>1964</strong>, assinada nove anos antes da entrada do Reino Unido na então Comunidade Económica Europeia.</p> <p>Londres diz que o objetivo é recuperar o <strong>controlo total</strong> e os direitos exclusivos dos direitos de pesca nas águas costeiras, de acordo com o resultado do referendo sobre a saída da União Europeia, conhecido como <strong><em>Brexit</em></strong></p> <p>A zona em questão compreende as águas situadas entre <strong>seis a 12 milhas</strong> da costa dos países que assinaram o acordo, ou seja, o Reino Unido, França, Países Baixos, Bélgica, Irlanda e Alemanha (<span class="caps">RFA</span>). </p> <p>O secretário britânico do Ambiente, <strong>Michael Gove</strong>, disse que esta era uma decisão histórica:</p> <p>“É uma primeira etapa histórica rumo à construçâo de uma nova política nacional das pecas quando deixamos a União Europeia” disse o secretário para o Ambiente, numa entrevista a um canal de televisão nacional. <br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Today we’ve taken the first step towards a new <a href="https://twitter.com/hashtag/fishing?src=hash">#fishing</a> policy by withdrawing from London Fisheries Convention <a href="https://t.co/nM6k4Sr0yW">https://t.co/nM6k4Sr0yW</a> <a href="https://t.co/DjG7lbzvEL">pic.twitter.com/DjG7lbzvEL</a></p>— Defra UK (@DefraGovUK) <a href="https://twitter.com/DefraGovUK/status/881423942002593792">2 de julho de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> “Isto significa que, pela primeira vez em 50 anos, poderemos decidir quem poderá aceder às nossas águas”, continuou.</p> <p>A <strong>Federação Nacional britânica das Organisações Pesqueiras</strong> (<span class="caps">NFFO</span>, sigla em inglês) disse que a decisão era uma boa notícia, porque iria estabelecer-se um Estado independente em termos da costa.</p> <p>A decisão deverá ser comunicada aos parceiros da Convenção esta segunda-feira. O processo deverá, no entanto, demorar <strong>dois anos</strong>, enquanto os britânicos negoceiam a saída da Política Comum das Pescas, no quadro do <strong><em>Brexit</em></strong>.</p> <p>Segundo dados oficiais britânicos, os pescadores nacionais pescaram, em <strong>2015</strong>, mais de <strong>708 mil toneladas</strong> de peixe, no valor de quase <strong>900 milhões</strong> de euros. Segundo a mesma fonte, os pescadores estrangeiros terão pescado, durante o mesmo período, apenas 10 mil toneladas de peixe.<br /> <br /> <strong>Irlanda critica decisão do Executivo britânico</strong><br /> <br /> O Governo irlandês qualificou de “indesejável e pouco útil” a decisão do Reino Unido de acabar com o acordo, como primeiro passo para abandonar definitivamente a Política Pesqueira Comum.</p> <p>O ministro irlandês de Agricultura, Alimentação e Pesca, <strong>Michael Creed</strong>, criticou a medida adotada por Londres, ainda que tenha reconhecido que fazparte do processo de separação com a União Europeia.</p>