This content is not available in your region

"Save The Children" alerta para epidemia de cólera no Iémen

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com AP / AFP
"Save The Children" alerta para epidemia de cólera no Iémen

<p>O Iémen é palco de uma das maiores epidemias de cólera da era modera, segundo a <span class="caps">ONG</span> <a href="http://www.savethechildren.org/">Save The Children</a>. Mais de <a href="http://www.savethechildren.org/site/apps/nlnet/content2.aspx?c=8rKLIXMGIpI4E&b=9506655&ct=15002483&notoc=1">um milhão de crianças com menos de cinco anos sofrem de má-nutrição, uma boa parte das quais em áreas com níveis elevados de infeção</a>. A Save The Children dirige 14 centros de tratamento contra a cólera e mais de 90 unidades de reidratação no Iémen.</p> <p>Caroline Anning, conselheira senior da <span class="caps">ONG</span>, explica: “As crianças estão encurraladas numa tragédia inimaginável, debaixo de ataque de todos os lados. Estão severamente malnutridas. Há crianças demasiado fracas para se aguentar de pé ou ir à escola e que estão a morrer de fome. E a epidemia de cólera também está a reclamar as vidas de crianças e dos seus familiares.”</p> <p>Três agências das Nações Unidas afirmam que 80 por cento das crianças precisam de ajuda humanitária imediata, num país há dois anos em guerra civil.</p> <p>Anning afirma: “As forças que combatem no terreno têm uma parte da responsabilidade, porque dificultam a assistência humanitária, bem como os raides aéreos da coligação liderada pelos sauditas, que danificaram estações de depuração e hospitais e alastraram esta epidemia.”</p> <p>Um responsável do Programa de Desenvolvimento da <span class="caps">ONU</span> acusou, esta terça-feira, a coligação dirigida pela Arábia Saudita de impedir a entrega de combustível aos aviões das Nações Unidas que levam ajuda para a capital iemenita, Saná, controlada pelos rebeldes.</p>