Última hora

Última hora

Hungria poderá ser sancionada por causa dos refugiados, avisa Juncker

A Comissão Europeia poderá vir a sancionar a Hungria se o governo do país continuar a recusar aceitar a decisão judicial sobre acolhimento de refugiados, disse o presidente do executivo comunitário, quinta-feira, no programa da euronews "AskJuncker".

Em leitura:

Hungria poderá ser sancionada por causa dos refugiados, avisa Juncker

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia poderá vir a sancionar a Hungria se o governo do país continuar a recusar aceitar a decisão judicial sobre acolhimento de refugiados, disse o presidente do executivo comunitário, quinta-feira, no programa da euronews “AskJuncker”.

“Quando um juiz do Tribunal da União Europeia se pronuncia, os Estados-membros que perdem a causa devem implementar a decisão proferida pelo juiz. Se os Estados-membros não o fizerem, a Comissão Europeia pode abrir um procedimento por infração”, explicou.

Questionado por um dos jovens Youtubers sobre os ataques à minoria muçulmana rohingya, que estão a escandalizar a comunidade internacional, Jean-Claude Juncker disse que “o que se passa na Birmânia é uma catástrofe, é chocante, porque, uma vez mais, se tenta erradicar por inteiro uma etnia”.

Sobre os desafios do espaço de livre circulação Schengen ao nível do combate ao terrorismo, o presidente da Comissão Europeia considera que “o problema não é deter os terroristas na fronteira, embora seja importante”.

“O problema é que é preciso que os serviços secretos e a polícia possam trocar informações sobre o que se passa, para que cada território se possa preparar. No meu discurso, no Parlamento Europeu, propus a criação de uma agência de segurança europeia”, acrescentou.