Última hora

Alstom e Siemens unidas contra a concorrência chinesa

Nesta "fusão entre iguais" o Estado francês, atual acionista da Alstom, não vai entrar.

Em leitura:

Alstom e Siemens unidas contra a concorrência chinesa

Tamanho do texto Aa Aa

Vai nascer um novo gigante europeu da construção ferroviária: A francesa Alstom vai unir-se à filial deste setor da alemã Siemens, naquilo que foi anunciado como uma fusão entre iguais, que tem como objetivo contrariar a concorrência da chinesa CRRC.

O ministro francês da economia, Bruno Le Maire, confirmou o negócio e anunciou que o Estado francês vai estar ausente do capital do novo grupo, apesar de deter um quinto do capital da Alstom, através de um empréstimo de ações do grupo Bouygues. O novo grupo vai ser o segundo maior, a nível mundial, na construção de combóios. O principal sindicato alemão deste setor aplaudiu o negócio. Já o francês mostrou-se mais reticente.