Última hora

Explosão mortal em estação de gasolina no Gana

Explosões relacionadas com exploração petrolífera no Gana têm sido incidentes recorrentes, com balanços mortais. O governo diz-se agora mais empenhado que nunca em garantir a segurança.

Em leitura:

Explosão mortal em estação de gasolina no Gana

Tamanho do texto Aa Aa

Explosões ocorridas em Acra, capital do Gana, durante a noite de sábado, mataram seis pessoas e feriram outras 35. Quatro destas em estado crítico, nos cuidados intensivos, segundo autoridades ganesas.

As explosões deram-se numa estação de serviço de combustível, propriedade do Estado, no subúrbio de Legon, parte noroeste da capital africana. Uma primeira teve origem num camião-cisterna, a que se seguiu uma explosão secundária.

Muitos residentes fugiram de suas casas em pânico, outros viram-nas evacuadas à força.

“Fugimos todos. Eu fiquei ferido… Olhem para os meus pés… Olhem para as minhas mãos…. Olhem para isto…”, dizia um residente, exibindo queimaduras.


Alguns residentes apontavam o dedo ao governo por não ter tomado medidas securitárias prévias. A estação de gasolina onde a explosão ocorreu é situada perto de um terminal de transportes e de residências universitárias ligadas à Universidade do Gana, em Acra. A origem das explosões está por apurar.


O Gana é um país que explora petroliferamente jazidas há relativamente pouco tempo e acidentes deste género têm ocorrido.

Em 2015, cerca de 100 pessoas morreram numa destas explosões; em maio deste ano, 6 perderam a vida e 80 ficaram feridas na explosão de uma cisterna de combustível.