This content is not available in your region

Harvey Weinstein expulso da Academia dos Oscares

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Harvey Weinstein expulso da Academia dos Oscares

<p><br /> <strong>Uma decisão depois de uma reunião de urgência</strong><br /> <br /> A Academia norte-americana de Cinema e Ciências Cinematográficas, responsável pela atribuição dos <br /> Óscares, expulsou o produtor Harvey Weinstein, acusado de assédio, agressão sexual e violação de mulheres.</p> <p>Reunida de urgência, a Academia votou esta decisão “bastante para além da maioria necessária de dois terços”, anunciou a entidade.</p> <p>“Não somente nos distanciamos de alguém que não merece o respeito dos colegas, mas enviamos uma mensagem clara de que acabou o tempo da ignorância deliberada e a cumplicidade vergonhosa relativamente a comportamentos de agressão sexual e assédio no local de trabalho na nossa indústria”, disse a Academia.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/UPDATE?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#UPDATE</a> More than two-thirds of the Academy’s board voted to expel the disgraced Hollywood mogul <a href="https://t.co/hmQu7647xc">https://t.co/hmQu7647xc</a></p>— <span class="caps">AFP</span> news agency (@AFP) <a href="https://twitter.com/AFP/status/919313364030857216?ref_src=twsrc%5Etfw">14 de outubro de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> As acusações foram feitas por cerca de 30 mulheres da indústria do cinema, como Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow, Mira Sorvino, Lea Seydoux, Judith Godrèche, Ashley Judd, e Rosanna Arquette.<br /> <br /> <strong>Uma expulsão que não costuma acontecer</strong><br /> <br /> Harvey Weinstein, que durante muitos anos dominou Hollywood, recebeu uma chuva de críticas depois de terem sido publicadas notícias,sobre inquéritos ao seu comportamento, baseados em dezenas de acusações.</p> <p>Apenas um membro da Academia tinha sido expulso até hoje, nos 90 anos de existência da instituição do cinema: Carmine Caridi, um ator que fez circular cópias confidenciais de filmes.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/BREAKING?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#BREAKING</a> Harvey Weinstein expelled by Oscars Academy according to statement</p>— <span class="caps">AFP</span> news agency (@AFP) <a href="https://twitter.com/AFP/status/919296980085628928?ref_src=twsrc%5Etfw">14 de outubro de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> Esta semana,a Academia já classificava a conduta de Weinstein como “repugnante, abominável e antiética”.</p> <p>Na quarta-feira, a Academia Britânica de Cinema e Televisão (<span class="caps">BAFTA</span>) anunciou a suspensão imediata da sua associação ao produtor.<br /> <br /> <strong>Do New York Times à New Yorker: as revelações</strong><br /> <br /> Depois de um primeiro artigo do New York Times, do início de outubro, revelar acusações de assédio sexual contra Weinstein ao longo de décadas, mais de 30 mulheres denunciaram a violência sexual de que dizem ter sido alvo.</p> <p>Weinstein admitiu o comportamento, pediu perdão, uma segunda oportunidade e acrescentou que tentava corrigir a forma de atuar há 10 anos, com recurso a terapia.</p> <p>Uma investigação posterior, da revista New Yorker, revelou que três mulheres acusam Weinstein de violação.<br /> <br /> <strong>Condenação da parte de atrizes e atores</strong><br /> <br /> Múltiplas personalidades do mundo cinematográfico, como as atrizes Meryl Streep, Kate Winslet, Judi Dench e Jennifer Lawrence, que trabalharam com o produtor, vieram a público condenar o comportamento de Weinstein.</p> <p>Às vozes das atrizes juntaram-se também as de atores como Colin Firth, Mark Ruffalo, George Clooney e Christian Slater.<br /> <br /> <strong>Com Lusa</strong><br /> <br /> </p>