This content is not available in your region

Referendo na Lombardia e em Veneto por maior autonomia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Referendo na Lombardia e em Veneto por maior autonomia

<p>Em nome de uma maior autonomia do Governo central, as regiões italianas da Lombardia e Veneto, ambas no norte do país, realizam este domingo um referendo não vinculativo.</p> <p>Como motores económicos de Itália, em termos práticos reclamam, essencialmente, maior autonomia fiscal.</p> <p>A norte de Milão, a província de Monza e Brianza é território de pequenas e médias empresas inseridas em uma das mais importantes áreas de produção no velho continente.</p> <p>Na comuna de Canzo, já na província de Como, com cerca de cinco mil pessoas, as razões económicas pesam e muito quando se fala sobre o referendo.</p> <p>A Trafilspec é uma empresa especializada na produção de componentes em aço para a indústria automóvel. Com quatro armazéns, uma centena de funcionários e um volume de negócios de 55 milhões de euros por ano, enfrenta, no entanto, alguns problemas no mercado.</p> <p>“Infelizmente, em Itália, o preço da eletricidade é em grande parte afetado por taxas e impostos especiais para o consumo. O meu concorrente alemão gasta menos de metade. Vou votar porque considero este referendo bastante importante. Na minha opinião, a autonomia permitirá não só a consciencialização mas também a conquista de maturidade por parte de outras regiões, que não a Lombardia e Veneto, sobre tomada de decisões em relação à forma como investir os recursos”, sublinha, em entrevista à Euronews, Fabrizio Ricco, <span class="caps">CEO</span> da Trafilspec.</p> <p>Paola Cavadi, Euronews – Os que desejaram esta consulta popular, como o presidente da região, Roberto Maroni, do partido Liga Norte, esperam poder reter, um dia, no território pelo menos parte dos 54 mil milhões de euros que a Lombardia transfere para o Governo central sem receber em troca, como referem, qualquer serviço.</p>