Última hora

Última hora

Croácia no MTCII em 2020

Em 2013, a Croácia juntou-se ao bloco comunitário após mais de uma década de negociações e cerca de duas décadas de depois de declarar a independência da ex-Jugoslávia. O país espera aderir à zona euro em 2025

Em leitura:

Croácia no MTCII em 2020

Tamanho do texto Aa Aa

A Croácia quer fazer parte da zona euro o mais tardar dentro de oito anos. O objetivo foi traçado pelo Governo de centro-direita, no poder há cerca de um ano. Para lá chegar, o país tem de respeitar alguns critérios, desde logo, a participação no Mecanismo de Taxa de Câmbio (MTCII) durante dois anos.

“Penso que 2020 é um objetivo realista – e vamos continuar a trabalhar nesse sentido – para que nesse ano, altura em que a Croácia assume a Presidência do Conselho União Europeia o país participe, também, no Mecanismo de Taxa de Câmbio” afirma o chefe de Governo croata, Andrej Plenkovic.

Um mecanismo que visa assegurar a estabilidade da moeda antes de o país aderir à zona euro.

Para o Governador do banco central, Boris Vujcic, a substituição da kuna croata pelo euro faz parte de uma transição que começou em 2013. “A Croácia já está plenamente integrada na economia europeia. Cerca de 60 por cento das trocas comerciais são feitas com países da zona euro. 70 por cento das receitas turísticas vêm da zona euro e o sistema bancário croata já funciona com bancos que se encontram na zona euro” refere.

Para entrar na zona euro, a Croácia deve ainda manter a taxa de inflação dentro dos padrões da União Europeia.