Última hora

Última hora

EUA quer expulsar milhares de refugiados do terramoto no Haiti

Washington põe fim a estatuto migratório especial para sobreviventes do sismo de 2010.

Em leitura:

EUA quer expulsar milhares de refugiados do terramoto no Haiti

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos poderão expulsar do território mais de 58 mil refugiados do terramoto no Haiti em 2010. O Departamento de Segurança Nacional anunciou que não vai renovar o chamado “estatuto de proteção temporária” concedido aos migrantes haitianos para lá da data de Julho de 2019.

A administração Trump considera que as condições extraordinárias que justificavam a medida humanitária já não existem, apesar de uma reconstrução no Haiti adiada por crises políticas, furacões e uma epidemia de cólera.

A Casa Branca tinha já anunciado a supressão do estatuto migratório especial para 5.300 refugiados da Nicarágua, dentro de 13 meses, quando a revisão da política de acolhimento de sobreviventes de catástrofes naturais poderia levar mais de 300 mil migrantes a ter que abandonar o país, incluindo ainda os nacionais das Honduras (57 mil) e de El Salvador (200 mil).

Para Washington, as pessoas visadas têm agora duas opções, “ou preparar a saída ou solicitar um estatuto migratório alternativo”.