Última hora

Última hora

Centeno candidato à presidência do Eurogrupo

O ministro português das Finanças é apontado como favorito à presidência do Eurogrupo. Centeno conta com o apoio de Berlim e Paris.

Em leitura:

Centeno candidato à presidência do Eurogrupo

Tamanho do texto Aa Aa

Mário Centeno é candidato à sucessão do holandês Jeroen Dijsselbloem na liderança do Eurogrupo. Além do ministro das finanças de Portugal, concorrem à chefia deste grupo informal dotado de grandes poderes os homólogos da Eslováquia, Peter Kazimír, da Letónia, Dana Reizniece-Ozola, e do Luxemburgo, Pierre Gramegna. A eleição está marcada para segunda-feira, dia 4 de dezembro.

Ao confirmar a candidatura, Centeno afirmou:

"O futuro do país está ligado ao futuro da União Europeia. O euro deve ser um instrumento que promova a convergência económica e social. Deve ser um instrumento que permita fomentar e facilitar o investimento, deve ser um instrumento que apoie a geração de emprego de qualidade."

O Financial Times dá o favoritismo ao ministro português. De acordo com o diário económico, o presidente francês, Emmanuel Macron, e a chanceler alemã, Angela Merkel, reuniram-se com os primeiros-ministros de Portugal e de Itália, à margem da cimeira UE-África, em Abidjan, na Costa do Marfim, para decidir qual dos dois países do sul iria avançar com a candidatura. Resta saber se o "Ronaldo do Eurogrupo" irá ganhar a Bola de Ouro da zona euro.