Última hora

Última hora

Medvedev desvaloriza doping e declara apoio a Putin

Primeiro-ministro russo refere ainda que relações com EUA são as piores de que tem memória

Em leitura:

Medvedev desvaloriza doping e declara apoio a Putin

Tamanho do texto Aa Aa

O doping tem estado na ordem do dia na Rússia e o país corre o sério risco de ser impedido de participar nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, no próximo mês de fevereiro. As autoridades locais têm negado a existência de um esquema de doping patrocinado pelo Estado mas o primeiro-ministro, Dmitri Medvedev, admitiu que o problema é real.

Ainda assim, desvalorizou a questão: "Temos um problema com o doping e vamos combatê-lo mas este assunto assumiu contornos políticos. Hoje em dia o doping é 30% do problema, o resto é manipulação política. Infelizmente tem servido para promover uma campanha contra a Rússia."

Durante uma entrevista à televisão estatal, Medvedev referiu que as relações com os Estados Unidos eram as piores de que tinha memória, mas que considerava Donald Trump uma pessoa amigável e que as relações entre os dois países ainda podiam melhorar.

Quanto às ambições políticas, Medvedev foi claro e declarou que não tinha intenções de se candidatar nas presidenciais de 2018 acrescentando que caso Vladimir Putin o decida fazer, terá o seu apoio.