Última hora

Última hora

Mundial de Clubes: Ali Khaseif parou Ronaldo enquanto pôde mas Real vence

Em leitura:

Mundial de Clubes: Ali Khaseif parou Ronaldo enquanto pôde mas Real vence

Ronaldo não conseguiu marcar a Ali Khaseif, mas marcou a Al Senaani
© Copyright :
REUTERS/Amr Abdallah Dalsh
Tamanho do texto Aa Aa

O Real Madrid vai defrontar o Grémio de Porto Alegre, na final do Mundial de clubes, mas não foi fácil para os espanhóis ultrapassarem o Al Jazira nas meias-finais. Em especial por causa de Ali Khaseif.

Ali Khaseif foi fantástico!

Gareth Bale Jogador do Real Madrid

O guarda-redes do clube dos Emirados esteve intransponível enquanto esteve em campo. Que o digam Cristiano Ronaldo, contra quem ali Khaseif fez duas defesas quase impossíveis; e Lukas Modric, que também viu um remate defendido pelo "keeper" a meias com o poste.

Antes, já um golo de Casemiro tinha sido invalidado pelo video árbitro, o português Artur Soares Dias, por suposto fora de jogo de Karim Benzema.

A surpresa aconteceu à beira do intervalo. A culminar um contra-ataque, o brasileiro Romarinho, ex-Corinthians, bateu Keylor Navas e abriu o marcador para o Al Jazira.

Já na segunda parte, o video árbitro também invalidou um golo ao clube árabe, num fora de jogo de Boussoufa, de novo a culminar um rápido contra-ataque.

O jogador do Al Jazira não teve a maturidade de se manter atrás da linha da bola para receber a assistência de Ali Mabkhout.

Aos 51 minutos, o guarda-redes do Al Jazira teve de ser substituído, por lesão.

Entrou Khaled Al-Sanani e, apenas dois minutos depois, Cristiano Ronaldo empatou e tornou-se no melhor marcador da história do Mundial de Clubes (mais um recorde para o português).

Gareth Bale substituiu Karim Benzema a dez minutos do final e, assim que entrou, o galês marcou.

Ronaldo e Bale acabaram por decidir a meia-final a favor do Real Madrid, mas terá sido a saída precoce do guarda-redes Ali Khaseif a permitir a reviravolta dos campeões da Europa.

Lukas modric foi eleito o melhor jogador de uma partida dominada pelos espanhóis, mas que esteve perto de acabar em surpresa.

Na outra meia-final, o Grémio de Porto Alegre venceu na véspera o Pachuca, do México, por 1-0.

A final do Mundial de Clubes entre espanhóis e brasileiros joga-se no sábado, de novo no Estádio Cidade do Desporto Zayed, em Abu Dhabi.