Última hora

Última hora

UE chamada a partilhar peso do fluxo migratório

Em leitura:

UE chamada a partilhar peso do fluxo migratório

Tamanho do texto Aa Aa

A questão migratória foi um dos pratos fortes da IV Cimeira dos Países do sul da União Europeia (UE), que decorreu em Roma.

Chipre, Espanha, França, Grécia, Itália, Malta e Portugal falaram a uma só voz para pedir que o peso dos fluxos de migrantes seja repartido a nível comunitário.

Rumo à cimeira europeia de março, em Bruxelas, a declaração final do encontro desta quarta-feira na capital italiana refere que "a gestão dos fluxos migratórios será um desafio fundamental para a UE nos próximos anos."

A União Económica e Monetária, o crescimento e os investimentos em 2018 também estiveram em cima da mesa.

Na conferência de imprensa conjunta, o primeiro-ministro português disse que a Zona Euro só terá estabilidade duradoura com maior convergência.

A par de António Costa, no encontro estiveram presentes os primeiros-ministros de Itália, Paolo Gentiloni, de Malta, Joseph Muscat e da Grécia, Alexis Tsipras, bem como o Presidente do Governo de Espanha, Mariano Rajoy, e os Presidentes de França, Emmanuel Macron, e de Chipre, Nicos Anastasiades.