Última hora

Última hora

Partido Democrático italiano assume derrota eleitoral

Em leitura:

Partido Democrático italiano assume derrota eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

O líder do Partido Democrático italiano, o antigo primeiro-ministro Matteo Renzi, ainda não se pronunciou sobre as eleições deste domingo mas já se ouviram reações vindas da formação.

Por volta das 03h00, menos uma hora em Lisboa, o vice-secretário e também ministro dos Bens Agrícolas, Maurizio Martina, admitiu a derrota em relação à direita e ao Movimento 5 Estrelas.

"Para nós é uma derrota muito evidente. É claramente um resultado abaixo das expectativas", sublinhou Martina, em conferência de imprensa.

Este domingo os italianos estrearam uma nova e complexa lei eleitoral. Matteo Renzi, líder da coligação de centro-esquerda, foi às urnas logo pela manhã mas chegou a perguntar como se vota. Ele que está à frente da formação que escreveu e aprovou a nova lei.

Gioia Salvatori, Euronews - A noite longa do Partido Democrático começa este 5 de março com muitas questões em aberto: o que é que Matteo Renzi decidirá fazer? Vai demitir-se ou não? Vai liderar um pequeno grupo parlamentar ou não? As respostas a estas perguntas deverão chegar nas próximas horas.