Última hora

Última hora

Rússia avisa Reino Unido

Em leitura:

Rússia avisa Reino Unido

© Copyright :
Nicolas Datiche/Pool via Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia avisou o Reino Unido de que irá retaliar, com base na reciprocidade, caso Londres insista em tomar medidas hostis contra Moscovo, no seguimento do envenenamento do antigo espião russo Sergei Skripal, em Inglaterra.

Em visita ao Japão, o ministro russo dos Negócios Estrangeiros afirmou que discutiu o assunto com o homólogo nipónico, Taro Kono, sobre os esforços "infrutíferos para esclarecer os factos com os britânicos." Sergei Lavrov disse, ainda, que "em geral, não há dúvida de que a liderança britânica atual tomou este rumo, deliberadamente, para perturbar as relações Rússia-Grã-Bretanha. Se continuarem a seguir este rumo e tomarem novas ações contra a Rússia, é claro: ninguém cancelou o princípio da reciprocidade."

O chefe da diplomacia russa sublinhou que apesar de a investigação policial em Salisbury não estar ainda concluída, o Executivo de Theresa May não se coibiu de acusar o Kremlin.

"Não há nenhum do lirismo que parece acompanhar, sempre, a posição do Governo britânico. Agora, eles insistem que existem apenas duas opções que giram em torno do papel do Governo russo: ou foi uma ação do Governo russo ou o Governo russo perdeu o controlo de alguma espécie de arma química. Recordo que destruímos as nossas armas químicas e que isso foi verificado por uma organização de armas químicas, no outono do ano passado", afirmou.

Sergei Lavrov acusou ainda o Governo britânico de não querer dialogar depois de o embaixador do Reino Unido ter faltado a uma reunião, esta quarta-feira, em Moscovo.

O Kremlin pretendia transmitir a sua posição em relação ao envenenamento do antigo espião russo, Sergei Skripal, e da filha, no início de março.