Última hora

Última hora

Caso Skripal: Rússia questiona declarações da Reino Unido

Em leitura:

Caso Skripal: Rússia questiona declarações da Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia questiona a veracidade das declarações do Reino Unido sobre o envenenamento do ex-espião russo, Sergei Skripal e da filha Yulia.

Sabe-se, agora, que foram utilizados cerca de 100 gramas de um agente nervoso chamado Novichok.

A República Checa admitiu ter produzido uma pequena quantidade para testes, em novembro, sendo depois destruída.

A porta-voz do Governo Russo, Maria Zakharova, questionou, esta sexta-feira, se "alguém acredita que a aliança do Atlântico Norte não estava ciente de que o Novichok tinha sido sintetizado na República Checa?" Levantou ainda as questões: "quem na NATO e a que nível, estava envolvido na supervisão deste programa e será que há mais países da NATO a realizar testes semelhantes? "

O Kremlin questiona, também, o relatório da Organização para a proibição das Armas Químicas, divulgado esta sexta-feira. O documento corrobora a teoria britânica de que a substância utilizada no envenenamento é de origem russa.

No dia quatro de março, Sergei Skripal e a filha Yulia foram encontrados inconscientes num centro comercial, na cidade inglesa de Salisbury, depois de terem sido expostos ao agente nervoso Novichok.