Última hora

Última hora

É possível reciclar lixo espacial?

Em leitura:

É possível reciclar lixo espacial?

É possível reciclar lixo espacial?
Tamanho do texto Aa Aa

Na sede da Agência Espacial Europeia, em Paris, estivemos à conversa com Luisa Innocenti, chefe do Clean Space Office, sobre questões do universo.

Jeremy Wilks, Euronews - Muitas pessoas fazem perguntas sobre detritos espaciais. Isaac Gutierrez, um dos nossos telespetadores, quer saber quanto lixo espacial existe atualmente?

Luisa Innocenti, chefe do Clean Space Office, Agência Espacial Europeia - Desde 1957, quando lançámos o Sputnik, lançámos cerca de cinco mil foguetões, com oito mil satélites. Grande parte dos satélites está morto, chegaram ao fim de vida. Alguns ainda continuam operacionais, cerca de 1200. Outros estão fragmentados. Desenvolveram pequenos detritos. Atualmente temos cerca de 29 mil objetos maiores do que 10cm que são monitorizados."

Jeremy Wilks, Euronews - Ilaria Cinelli, outra telespetadora, quer saber se poderemos pensar em alguma forma de reciclagem considerando todo o lixo espacial existente?

Luisa Innocenti, chefe do Clean Space Office, Agência Espacial Europeia - Um dia reciclaremos, mas ainda não estamos lá. Primeiro temos de aprender a capturar detritos. É algo que nunca foi feito, não é fácil. Quando aprendermos a fazer a captura também poderemos aprender a reabastecer, mudar as partes e tudo o resto. É uma abordagem por etapas e no entretanto também precisaremos de reduzir os custos. Será feito no futuro.

Mais sobre space