Última hora

Última hora

"Mbappé, o Príncipezinho" por Cyril Collot e Luca Caioli

Em leitura:

"Mbappé, o Príncipezinho" por Cyril Collot e Luca Caioli

"Mbappé, o Príncipezinho" por Cyril Collot e Luca Caioli
Tamanho do texto Aa Aa

Cyril Fourneris, euronews: Com as semifinais ao virar da esquina, voltamos as nossas atenções para uma das revelações do Mundial da FIFA, Kylian Mbappé, 19 anos de idade. Para nos falar sobre ele, temos connosco Cyril Collot.

"É um jogador que responde sempre à chamada das grandes competições"

Cyril Collot Co-autor, "Mbappé, o Príncipezinho"

Cyril Collot, jornalista e coautor do livro "Mbappé,o Principezinho":

CF: Tu és o autor da biografia do avançado francês, "Mbappé,o Principezinho". Tu conhece-lo bem, estás surpreendido pelo Mundial que ele está a ter?

CC: Não, de facto não estou. Estava à espera que tivesse acontecido antes, durante a fase de grupos, mesmo se ele marcou contra o Peru. Mas é verdade que o jogo contra a Argentina durante os oitavos de final foi espetacular. Ele foi incrível com os dois golos e uma jogada que levou ao penálti de Griezmann.

CF: Vemo-lo aqui em 2011. Não foi assim há tanto tempo e ele era apenas uma criança. No livro dizes que as pessoas iam querer pagar para o ver a jogar. Isso é notável mas uns anos mais tarde, ele marca na fase de eliminação de um Mundial. Como é que ele consegue lidar com uma ascensão tão rápida?

CC: O seu primeiro treinador disse-me que desde essa imagem, aos 13 anos de idade, ele não mudou nada. É um jogador que responde sempre à chamada das grandes competições. Era o caso no Bondy, o seu primeiro clube, e também no Mónaco, com a seleção francesa de Sub-21, e agora volta a mostrá-lo neste Mundial.

CF: O França - Bélgica vai marcar o reencontro com Kevin De Bruyne. O jogador belga disse no ano passado que não conhecia Kylian Mbappé. Isso mudou entretanto, não?

Agora já conhece, claro, mas também é verdade que em 2017 Kylian era desconhecido do grande público, antes da partida entre o Manchester City e o AS Monaco para a Liga dos Campeões. Foi então que tudo mudou e ele tornou-se numa estrela internacional.

CF: A Bélgica eliminou o Brasil de Neymar e Coutinho. Será que vão aplicar a mesma fórmula para derrotar a França de Griezmann e Mbappé?

CC: Bem, os belgas terão que conceder menos oportunidades desta vez pois deram muitas oportunidades ao Brasil. A França é uma das equipas mais realistas deste Mundial, com Griezmann e Mbappé, e talvez possam ter problemas.

Obrigado Cyril Collot, és o autor de "Mbappé, o Príncipezinho", um livro que será lançado na versão inglesa em outubro. O França - Bélgica é na terça-feira às 7 da noite (hora de Portugal).

"Mbappé, o Principezinho". Autores: Luca Caioli e Cyril Collot. Publicado por: Icon Books. Data de publicação : 9 de outubro, 2018)