Última hora

Última hora

Alemanha, Itália e Áustria unem-se contra imigração ilegal

Em leitura:

Alemanha, Itália e Áustria unem-se contra imigração ilegal

Alemanha, Itália e Áustria unem-se contra imigração ilegal
Tamanho do texto Aa Aa

Os governos dos três países concordaram, quinta-feira, em Innsbruck, onde se realiza um conselho de ministros do Interior e da Justiça da União Europeia, em reduzir, " se possível a zero", a imigração ilegal para a União Europeia.

"Redução das partidas, redução das chegadas, redução dos mortos e, assim, redução dos problemas, dos custos económicos e sociais de uma imigração que não podemos mais suportar. Então, se o modelo italiano se tornar um modelo europeu, será para mim, para nós, uma fonte de orgulho. Pedimos e vamos continuar a pedir apoio das autoridades líbias, para que melhorem o seu trabalho," revelou o ministro do Interior italiano, Matteo Salvini.

A fim de avançar rapidamente com o "projeto para conter a possível imigração e reduzi-la para zero," os três países vão realizar uma reunião de nível técnico, a 19 de julho, em Viena.

O ministro do Interior da Alemanha disse que espera chegar a um acordo com a Itália até o final do mês sobre o assunto problemático de devolução de migrantes.

"Quanto menos conseguirmos, juntos, ao nível europeu, mais importantes serão as medidas nacionais. É por isso que hoje é um dia importante também para os ministros do Interior da União Europeia. Espero que possamos avançar nas principais direções que acabamos de delinear. Nós três sabemos que isso vai ser uma tarefa hercúlea quando a quisermos implementar," declarou o ministro do Interior alemão, Horst Seehofer.