Onda de solidariedade com a Ucrânia invade a Europa

Access to the comments Comentários
De  euronews
Onda de solidariedade com a Ucrânia invade a Europa
Direitos de autor  Anthony Anex/Anthony Anex   -  

Kherson foi a primeira capital regional da Ucrânia a cair nas mãos dos russos e este sábado a população local fez questão de mostrar aos invasores que não eram bem-vindos. Nem os tiros de aviso das tropas russas impediram milhares de pessoas de sair para as ruas da cidade, exibindo orgulhosamente as cores do seu país.

Um sentimento que se estendeu a várias cidades europeias, que este fim de semana ganharam as cores da bandeira ucraniana. Em Paris, milhares manifestaram-se pela paz na Place de la République e em Londres, foi Trafalgar Square a vestir-se de azul e amarelo com os manifestantes a chamarem Vladimir Putin de terrorista e criminoso de guerra.

Em Lisboa, na sexta-feira, várias centenas de pessoas formaram um cordão humano em solidariedade com o povo ucraniano, que forma uma das maiores comunidades estrangeiras em Portugal, com perto de trinta mil pessoas.

Em Roma, de acordo com a polícia local, estiveram nas ruas da capital italiana cerca de vinte mil pessoas, cinquenta mil segundo a organização do protesto a favor da paz e do desarmamento e onde havia mesmo quem defendesse a saída da Itália da NATO.

Por toda a Europa, repetiram-se as reivindicações do povo ucraniano. Em Zurique, os presentes na manifestação pediram um cessar-fogo imediato, a retirada das tropas russas e a aposta na via diplomática para resolver o conflito.