This content is not available in your region

Carlos III quer seguir "exemplo inspirador" de Isabel II

Access to the comments Comentários
De  euronews
Carlos III comprometeu-se a seguir o exemplo inspirador da mãe, a Rainha Isabel II.
Carlos III comprometeu-se a seguir o exemplo inspirador da mãe, a Rainha Isabel II.   -   Direitos de autor  Victoria Jones/PA   -  

Foi com júbilo, embora contido, que os britânicos saudaram o rei Carlos III, que foi na manhã deste sábado oficialmente proclamado soberano do Reino Unido e 14 países da Commonwealth.

A cerimónia solene ocorreu no Palácio de St. James, em Londres.

O histórico Conselho de Adesão, que só se reúne quando há uma mudança na Coroa, declarou o Príncipe Carlos como Rei.

A seguir, uma companhia de guardas reais saudou com três “vivas” o novo Rei, depois de se ouvir o hino do Reino Unido, "God Save the King", ou "Deus salve o Rei", tocado ela banda do regimento dos Guardas de Coldstream, o mais antigo regimento das forças armadas britânicas.

Na sua declaração, Carlos III comprometeu-se a seguir o exemplo inspirador da mãe, a Rainha Isabel II.

"Estou profundamente consciente desta grande herança e dos deveres e pesadas responsabilidades de soberania que agora me são passados. Ao assumir estas responsabilidades, esforçar-me-ei por seguir o exemplo inspirador que me foi dado na defesa do Governo constitucional e procurar a paz, harmonia e prosperidade dos povos destas ilhas e dos Reinos e Territórios da Commonwealth em todo o mundo", disse.

A proclamação de Carlos III como rei seguiu um rigoroso protocolo que já não era visto há sete décadas, altura em que Isabel II ascendeu ao trono. Grande parte dos britânicos não se recorda de alguma vez ter assistido a tal cerimónia.

O mesmo se passa no interior do Parlamento, onde o presidente da Câmara dos Comuns, Lindsay Hoyle, a primeira-ministra Liz Truss e o líder trabalhista Keir Starmer lideraram os parlamentares no juramento de lealdade ao novo rei.