Londres enche-se de líderes mundiais para o funeral de Isabel II

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Líderes mundiais chegam a Londres para o funeral de Isabel II
Líderes mundiais chegam a Londres para o funeral de Isabel II   -   Direitos de autor  Susan Walsh/The Associated Press

Da família real espanhola à família real sueca. Londres começou a encher-se de monarcas, mas também de centenas de chefes de Estado, de Governo e de representantes diplomáticos.

Vieram todos para o funeral da rainha Isabel II, esta segunda-feira.

O presidente dos EUA, Joe Biden, foi um dos que assinou o livro de condolências e partilhou algumas memórias.

"Quando a rainha nos levou ao castelo para tomar chá, ela ofereceu-nos bolos, mais e mais, e eu comi tudo o que ela pôs à minha frente. Mas ela era exatamente a mesma pessoa à imagem dela própria: decente, honrada e atenta ao dever", sublinhou o presidente dos EUA.

Charles Michel, o presidente do Conselho Europeu, ou Ursula von der Leyen, a presidente da Comissão Europeia, também passaram por Westminster, para prestar uma última homenagem a Isabel II.

Emmanuel Macron, o presidente francês, veio despedir-se de "uma amiga de França" juntamente com a esposa, Brigitte Macron.

Como ele, também passou por Westminster o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, ou o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

A representar a Irlanda estiveram o presidente, Michael Higgins, e o primeiro-ministro, Micheál Martin.

Deram igualmente um adeus definitivo à rainha o primeiro-ministro da Ucrânia, Denys Shmygal, e a primeira-dama, Olena Zelenska.

O funeral de Isabel II realiza-se esta segunda-feira.