Explosão na ponte que liga a Crimeia à Rússia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Explosão na Crimeira
Explosão na Crimeira   -   Direitos de autor  AP/Russian Investigative Committee

Pelo menos três pessoas morreram na explosão deste sábado que destruiu parcialmente a única ponte que liga a Crimeia à Rússia.

As autoridades locais culparam o "hooliganismo ucraniano" pela explosão. Nas redes sociais, o presidente do Conselho de Estado desta península anexada pela Rússia em 2014 escreveu que a “essência do regime de Kiev e do estado ucraniano é morte e destruição”. O chefe da Crimeia nomeado por Moscovo revelou que os trabalhos de reconstrução vão começar imediatamente e tentou tranquilizar os habitantes da península e os cerca de 50 mil turistas que agora não têm forma de regressar a casa

Sergei Aksyonov garantiu que as reservas de combustível são suficientes para um mês e as reservas de alimentos para mais de dois meses. Apelou a todos os habitantes da Crimeia para manterem a calma e a todos os turistas para serem pacientes.

Para além de ser um pesadelo logístico, o ataque à ponte que liga a Crimeia à Rússia é um duro golpe para o Kremlin. A obra conhecida como “a construção do século" foi inaugurada pelo presidente Vladimir Putin.