Liz Truss pede desculpas e garante que fica

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Cortar na despesa pública e aumentar impostos sobre as empresas são medidas na base do novo plano de crescimento
Cortar na despesa pública e aumentar impostos sobre as empresas são medidas na base do novo plano de crescimento   -   Direitos de autor  Kirsty Wigglesworth/AP

Para os que dizem que Liz Truss devia abandonar Downing Street, após seis turbulentas semanas à frente do governo britânico, a primeira-ministra respondeu com uma entrevista para garantir que fica onde está.

Reconheço que cometemos erros. Peço desculpa por esses erros, mas já os resolvi.
Liz Truss
Primeira-ministra britânica

Isto depois de mudar de ministro das Finanças e dar uma reviravolta completa ao plano de redução de impostos.

"Reconheço que cometemos erros. Peço desculpa por esses erros, mas já os resolvi. Nomeei um novo chanceler. Recuperámos a estabilidade económica e a disciplina orçamental", declarou.

Cortar na despesa pública e aumentar impostos sobre as empresas são medidas na base do novo plano de crescimento destinado a acalmar os mercados.

"Somos um país que financia as promessas que faz e paga as suas dívidas. Quando isso é colocado em questão, como tem sido, este governo toma as decisões necessárias para garantir que haja confiança nas nossas contas públicas. E isso implica decisões muito difíceis", afirmou Jeremy Hunt, novo responsável pelas Finanças.

Com eleições legislativas daqui a dois anos, a grande questão continua a ser se Truss vai chegar até lá, enquanto testa formatos para renovar a credibilidade económica do Reino Unido.