This content is not available in your region

Os cinco nomeados para o Óscar de melhor documentário. Qual é o favorito?

Os cinco nomeados para o Óscar de melhor documentário. Qual é o favorito?
De  Elza GONCALVES

<p>O filme de Asif Kapadia sobre Amy Winehouse é um dos candidatos de peso ao Óscar de melhor documentário. A partir de vídeos, fotografias e numerosos testemunhos, o realizador britânico retrata a curta mas fulgurante carreira da cantora britânica falecida aos 27 anos. A obra mostra a vulnerabilidade de Amy Winehouse perante o sucesso planetário e questiona o papel do pai da cantora.</p> <p>Na categoria melhor documentário, concorrem ao Óscar dois filmes produzidos pelo serviço de televisão pela Internet Netflix. “What Happened, Miss Simone?” descreve a vida de Nina Simone e o seu empenho na luta pelos direitos civis nos Estados Unidos. A realizadora Liz Garbus ilustra a longa carreira e o talento da cantora e pianista norte-americana com imagens de concertos e entrevistas.</p> <p>Joshua Oppenheimer volta a ser nomeado para o Óscar de melhor documentário graças ao trabalho documental sobre a purga anticomunista na Indonésia. “The look of Silence” rompe o silêncio em torno dos massacres de 1965-66 que tiraram a vida a 500 mil pessoas, antes da transição para a nova ordem liderada por Suharto.</p> <p>O documentário “Cartel land” retrata a revolta de dois grupos de cidadãos, no México e nos Estados Unidos, contra os cartéis da droga. O filme de Matthew Heineman segue a vida quotidiana de um médico mexicano, líder do grupo ‘Autodefensas’. O objetivo do coletivo mexicano é lutar contra um poderoso cartel da droga e fazer justiça face à inação das autoridades. Ao mesmo tempo, nos Estados Unidos, um veterano do exército luta pelos mesmos objetivos e tenta impedir que as guerras da droga atravessem a fronteira.</p> <p>O segundo nomeado ao Óscar de melhor documentário produzido pela Netflix mergulha o espetador na revolução ucraniana. O documentário “Winter on Fire: Ukraine’s Fight for Freedom”, de Evgeny Afineevsky, retrata o período de 93 dias, entre 2013 e 2014, durante o qual um movimento de estudantes se transformou numa revolução. O realizador norte-americano nascido na Rússia quis mostrar a solidariedade entre os cidadãos e o apoio da Igreja durante a revolução ucraniana.</p> <p>A cerimónia de entrega dos Óscares está marcada para 28 de fevereiro.</p> <h3>Lista dos nomeados para o Óscar de melhor documentário</h3> <h4>“Amy”, Asif Kapadia, Altitude Film</h4> <iframe width="606" height="341" src="https://www.youtube.com/embed/A97-pQJD6Hw" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <h4>“Cartel Land”, Matthew Heineman, The Orchard </h4> <iframe width="606" height="341" src="https://www.youtube.com/embed/OBxLOs5Om8I" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <h4>“O Olhar do Silêncio”, Joshua Oppenheimer, Cinephil</h4> <iframe width="606" height="341" src="https://www.youtube.com/embed/aA_ZHAs4M9k" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <h4>“What Happened, Miss Simone?”, Liz Garbus Netflix</h4> <iframe width="606" height="341" src="https://www.youtube.com/embed/moOQXZxriKY" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <h4>“Winter on Fire: Ukraine’s Fight for Freedom”,Evgeny Afineevsky, Netflix</h4> <iframe width="606" height="341" src="https://www.youtube.com/embed/RibAQHeDia8" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>