Última hora

Última hora

EUA : Sentimento de injustiça nas comunidades minoritárias

Em leitura:

EUA : Sentimento de injustiça nas comunidades minoritárias

Tamanho do texto Aa Aa

Nial O’Reilly: Junta-se a nós a partir de Washington o nosso correspondente, Stefan Grobe.

Temos visto a violência nas ruas de Ferguson, qual é globalmente o espírito da população nos Estados Unidos?

Stefan Grobe: “Há muitas comunidades como Ferguson, Missouri, neste país. E, claro, o problema subjacente não desaparece tão cedo. E já ouvimos o que disse o presidente Obama, a esse proposito. Há um sentimento de injustiça profundamente enraizado nas comunidades minoritárias. Desconfiança de que a lei é aplicada de forma discriminatória. Coisas como a discriminação racial, o policiamento dos bairros de minorias e assédio policial, por vezes excessivo são percebidos como injusto no sistema de justiça criminal existente. Agora, muitas desta coisas, é claro, são o resultado do legado da discriminação racial neste país e tudo isso atrai o ódio à superfície sempre que se produz um caso como o de Michael Brown em Ferguson, no Missouri. Esta matança.

Nial O’Reilly: “Bem, Stefan, referiu o presidente Obama, ele fez esse discurso ? Qual è a sua leitura?

Stefan Grobe: “Bem, antes de tudo, é muito inabitual que o presidente se tenha manifestado no momento em que a tensão estava muito alta. Como disse o presidente, é preciso que haja uma reformulação das relações raciais no que diz respeito à aplicação da lei. E, é claro , as pessoas precisam estar mais envolvidas na vida da comunidade. Obama sublinhou várias vezes este ponto noite passada, mas as coisas precisam ser tratadas no futuro “.