Última hora

Última hora

Parlamento Europeu reconhece Estado da Palestina

O Parlamento Europeu aprovou uma resolução na qual “apoia, por princípio, o reconhecimento do Estado Palestiniano e a solução da coexistência de dois

Em leitura:

Parlamento Europeu reconhece Estado da Palestina

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu aprovou uma resolução na qual “apoia, por princípio, o reconhecimento do Estado Palestiniano e a solução da coexistência de dois Estados”. Os eurodeputados não chegaram a acordo sobre um texto comum de reconhecimento, mas aprovaram uma documento que apoia a continuação das negociações de paz com vista à separação dos dois territórios. A resolução elaborada por cinco grupos políticos (PPE, S&D, ALDE, CEUE/EVN e Verdes/ALE), foi aprovada em plenário, em Estrasburgo, por 498 votos a favor, 88 contra e 111 abstenções.

Esta aprovação não agradou ao representante israelita. David Walzer, embaixador de Telavive na União Europeia, afirma que “a única forma de atingir este objetivo ambicioso é sentando à mesma mesa israelitas e palestinianos para negociar um acordo de paz. Este assunto não é resolvido em Estrasburgo, em Nova Iorque ou em Genebra”.

O Parlamento Europeu decidiu ainda avançar com a iniciativa «Deputados para a Paz», que visa reunir deputados europeus, israelitas e palestinianos de vários partidos para promover uma agenda para a paz e complementar os esforços diplomáticos da União Europeia.

Gilles Pargneaux, eurodeputado francês do centro esquerda, lembrou que “já disse ao embaixador de Israel que o facto de ter sido aprovada esta resolução vai permitir que haja um interlocutor com a Fatah, com Mahmoud Abbas, que ser reforçado graças à nossa resolução política e à nossa pressão política”.

O Parlamento Europeu lembra ainda que é muito importante consolidar a autoridade do governo de consenso palestiniano e apela a todas as fações palestinianas, incluindo o Hamas, a pôr termo às dissidências internas.