Última hora

Última hora

Eleva-se para 10 o número de vítimas mortais, do incêndio a bordo do ferry boat italiano

Continua a crescer o número de vítimas mortais do incêndio que deflagrou, no domingo, a bordo de um ferry italiano que atravessava o Mar Adriático

Em leitura:

Eleva-se para 10 o número de vítimas mortais, do incêndio a bordo do ferry boat italiano

Tamanho do texto Aa Aa

Continua a crescer o número de vítimas mortais do incêndio que deflagrou, no domingo, a bordo de um ferry italiano que atravessava o Mar Adriático.

As mais recentes informações dão conta de 10 mortos.

O barco transportava 478 pessoas.

As autoridades italianas dizem que resgataram 332. Os restantes sobreviventes abandonaram o barco em chamas, pelos seus própios meios.

Segundo o timoneiro do navio, poucas pessoas conseguiram abandoná-lo, com recurso aos barcos salva-vidas:

“Imediatamente após o início do fogo, começámos a deixar o navio, mas não podíamos sair por causa do mar que estava bravo, com ventos fortes e muita chuva. Nós conseguimos fazer-nos ao mar, num único barco salva-vidas, porque o outro lado também pegou fogo”.

Os passageiros queixam-se da lentidão com que tudo se passou. Não soou qualquer alarme, nem foi dada informação aos passageiros, como conta um turco:

“Sem alarme, sem comunicação, ninguém para nos dizer o que fazer. Tive de olhar para mim, encontrar um colete salva-vidas, e ajudar a colocá-lo nos meus filhos, sozinho. Não havia ninguém, foi o pânico, foi uma loucura!”

O fogo deflagrou num porão que transportava cerca de 200 automóveis.

As causas são ainda desconhecidas.

Os sobreviventes dizem que, em cinco minutos, o fogo atingiu todo o navio.
.
Depois, foi o pânico geral.