Última hora

Última hora

Ucrânia: 23 mil escapam aos combates em Debaltseve

O exército ucraniano tenta manter o controlo sob a cidade de Debaltseve, no leste do país, em torno da qual as forças pró-russas teriam reforçado a

Em leitura:

Ucrânia: 23 mil escapam aos combates em Debaltseve

Tamanho do texto Aa Aa

O exército ucraniano tenta manter o controlo sob a cidade de Debaltseve, no leste do país, em torno da qual as forças pró-russas teriam reforçado a sua presença durante o fim de semana.

Os bombardeamentos quase continuos entre os dois campos forçaram milhares de pessoas a abandonar a cidade nos últimos dias. Cerca de 3 mil residentes manter-se-ão na localidade que contalibilizava cerca de 26 mil habitantes.

“Não tivemos nenhum confronto direto com os rebeldes durante o dia de hoje, mesmo se as as nossas posições foram atacadas com morteiros e rockets Grad. Felizmente não houve baixas, a situação é difícil, mas vamos conseguir ultrapassá-la”, afirma o comandante de um batalhão ucraniano.

No domingo, mais 300 pessoas terão abandonado a cidade que sofre uma penúria de água e eletricidade há 10 dias.

Parte dos refugiados tenta procurar abrigo do outro lado da fronteira, em território russo, embora uma grande maioria prefira permanecer na Ucrânia.

“Eles prosseguem com os bombardeamento e é por isso que decidimos partir. Uma bomba explodiu perto de nossa casa e ficámos bastante assustados. O que é que podemos fazer? Queremos continuar vivos”, afirma um residente de Donetsk.

A União Europeia tinha apelado, na semana passada, a uma trégua de 3 dias para permitir que os residentes abandonassem a localidade, onde dezenas de civis morreram nos últimos dias.