Última hora

Última hora

Contingente internacional de manutenção de paz para a Ucrânia

A Ucrânia quer um contingente internacional de manutenção de paz no leste do país. Os detalhes ainda não são claros, mas o pedido pode avançar

Em leitura:

Contingente internacional de manutenção de paz para a Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia quer um contingente internacional de manutenção de paz no leste do país.

Os detalhes ainda não são claros, mas o pedido pode avançar dentro em breve.

A possibilidade é evocada após a retirada das forças governamentais de Debaltseve.

Muitos soldados seguiram em direção a Artemivsk, a cerca de 50 quilómetros da cidade, onde foram homenageados pelo chefe de Estado ucraniano.

Petro Poroshenko confirmou, esta quarta-feira, a retirada de 80 por cento das tropas de Debaltseve de forma “ordeira.” Os rebeldes apresentam outra versão e garantem que milhares de soldados se renderam.

A zona assinalada a vermelho no mapa dá uma ideia mais clara do território que se encontra sob controlo dos rebeldes e a importância do estratégico nó ferroviário situado entre os bastiões separatistas de Lugansk e de Donetsk.

Debaltseve acabou por cair nas mãos dos separatistas depois de um cerco que durou várias semanas.

“A minha unidade abandonou a cidade esta quarta-feira de manhã. Primeiro os veículos e depois os soldados. Não sabíamos que isto ia acontecer, mas recebemos ordens para sair. Sei, no entanto, que outros militares ficaram em Debaltseve” afirma um soldado ucraniano.

Os combates na região intensificaram-se após o acordo alcançado em Minsk, na Bielorrússia. Oficialmente, o cessar-fogo entrou em vigor às 00h00 de domingo, mas não em Debaltseve.

Os Observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa ainda tentaram, mas não conseguiram entrar na cidade.

As imagens que chegam, agora, de Debaltseve mostram o que resta da cidade arrasada pelos bombardeamentos.