Última hora

Última hora

Irão e Ocidente abrem novo capítulo nas relações

As sanções da comunidade internacional ao Irão serão em breve levantadas, com o sucesso das negociações sobre o nuclear em Lausana.

Em leitura:

Irão e Ocidente abrem novo capítulo nas relações

Tamanho do texto Aa Aa

As sanções ao Irão vão ser levantadas, tanto pela União Europeia como pelos Estados Unidos. O Irão e a Comunidade Internacional vão continuar a trabalhar juntos para estabelecer as regras de um programa nuclear civil e pacífico, até que o texto final de um acordo seja feito até à data-limite de 30 de junho.

Point of view

Podemos agora começar a escrever o texto final deste acordo, usando as soluções que encontrámos ao longo destes dias.

O Irão e o grupo chamado “P5+1” chegaram a entendimento durante as conversações de Lausana: “Podemos agora começar a escrever o texto final deste acordo, usando as soluções que encontrámos ao longo destes dias”, disse o ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Mohammad Javad Zarif.

O acordo tem vários pontos, um deles é limitar o número de instalações nucleares a um só complexo: “À medida que o Irão prossegue um um programa nuclear pacífico, a capacidade e o nível de enriquecimento, tal como as reservas, serão limitados durante algum tempo. Além disso, não poderá haver outras instalações nucleares além das de Natanz”, nas palavras da chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini que, na verdade, leu o mesmo texto que Jarif (a declaração conjunta saída das negociações), apenas numa língua diferente (Mogherini em inglês, Jarif em persa).

Os sorrisos de ambos deixaram poucas dúvidas sobre a forma como este é um novo capítulo nas relações entre o Irão e a comunidade internacional.

O acordo prevê ainda a reconversão de outros dois complexos, que atualmente são usados em atividades relacionadas com a produção de energia nuclear.

“Ao fim de 18 meses de intensas negociações entre o Irão e o grupo P5+1, ambos os lados chegaram a um entendimento comum, que deve ajudar a chegar a um acordo final até ao fim de junho. No entanto, o entendimento atual não garante com certeza que se chegue a esse acordo mais completo”, conclui a enviada especial da euronews a Lausana, Reihaneh Mazaheri.