Última hora

Última hora

Ucrânia: Militares norte-americanos começam a formar soldados ucranianos

Cerca de 300 militares americanos estão, desde esta segunda-feira, na Ucrânia, para treinar o exército nacional. A formação que deverá durar cerca

Em leitura:

Ucrânia: Militares norte-americanos começam a formar soldados ucranianos

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 300 militares americanos estão, desde esta segunda-feira, na Ucrânia, para treinar o exército nacional.

A formação que deverá durar cerca de seis meses iniciou-se esta segunda-feira em Yavoriv, no oeste da Ucrânia, junto à fronteira polaca.

Cerca de 900 militares vão ser formados em várias áreas, da assistência médica, à evacuação de feridos, passando por treinos de tiro e de estratégia militar.

O responsável da formação, o major Cayle Reed, afirma:

“Com esta formação vamos mostrar os nossos sistemas de armamento, vamos permitir que possam repetir os treinos e no final será uma forma de avaliar o que aprenderam para que possam evoluir”.

A ajuda de Washington foi considerada em Moscovo como um ato de desestabilização, quando os Estados Unidos continuam a acusar a Rússia de apoiar os rebeldes pró-russos.

O presidente Petro Poroshenko assistiu ao início dos treinos que incluem militares britânicos, do Canadá, Polónia e brevemente da Austrália.

“A minha decisão, como comandante das forças armadas, de criar um exército de qualidade, as Forças armadas da Ucrânia, está a começar a tornar-se realidade, graças à ajuda dos nossos parceiros americanos”.

Os Estados Unidos tinham esperado várias semanas até lançar as manobras conjuntas, longe da zona de conflito no leste do país e num momento em que o cessar-fogo permanece frágil após mais de 6 mil mortos no terreno.