Última hora

Última hora

Grécia debate-se com pressão migratória crescente em ilhas próximas da Turquia

À pressão financeira vivida na Grécia soma-se a pressão migratória crescente. O caos instalou-se esta terça-feira na ilha de Kos, para onde convergem

Em leitura:

Grécia debate-se com pressão migratória crescente em ilhas próximas da Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

À pressão financeira vivida na Grécia soma-se a pressão migratória crescente.

O caos instalou-se esta terça-feira na ilha de Kos, para onde convergem regularmente milhares de migrantes que fogem aos conflitos na Síria e Afeganistão.

A tentativa de reunir cerca de 1500 pessoas em um estádio para se efetuarem registos degenerou em violência.

Em situação de desespero, muitos migrantes partem da Turquia em frágeis botes de borracha rumo a Grécia, ponto de paragem de uma viagem para países europeus mais prósperos.

No passado mês de julho chegaram à Grécia 50 mil imigrantes. Um número recorde, que supera o registado ao longo de todo o ano passado.

Com recursos limitados, a polícia grega tenta controlar as multidões, em clima de tensão e de confrontos crescentes. À chegada, os migrantes acampam em parques e praças da ilha de Kos, um destino turístico por excelência. O cenário na ilha de Lesbos é idêntico.