Última hora

Última hora

Liga dos Campeões: FC Porto quanto baste em noite histórica no Dragão

Vincent Aboubakar e Yacine Brahimi foram os marcadores de serviço na vitória do FC Porto frente ao Maccabi de Tel-Aviv mas o nome que ficará nos

Em leitura:

Liga dos Campeões: FC Porto quanto baste em noite histórica no Dragão

Tamanho do texto Aa Aa

Vincent Aboubakar e Yacine Brahimi foram os marcadores de serviço na vitória do FC Porto frente ao Maccabi de Tel-Aviv mas o nome que ficará nos livros de história é o de Rúben Neves.

Aos 18 anos e 221 dias de idade, o médio tornou-se no mais jovem capitão de equipa na principal competição do futebol europeu, superando o recorde de Rafael van der Vaart, no Ajax.

Iker Casillas, por sua vez, não teve muito trabalho mas também alcançou mais um recorde para o seu longo palmarés. O espanhol somou o 51º encontro sem sofrer golos na Liga dos Campeões, superando a marca de Edwin van der Sar.

Apontamentos históricos à parte, o encontro valeu sobretudo pelo período de quatro minutos (entre os 37 e os 41) em que a equipa portuguesa fez os dois golos. O Porto jogou quanto baste e o seu triunfo nunca esteve em causa.

Com os três pontos conquistados os portistas isolaram-se na liderança do grupo G, uma vez que o Dynamo Kiev não foi além de um nulo na receção ao Chelsea.

Noite louca em Leverkusen

Nos restantes encontros da noite, o grande destaque vai para o duelo de Leverkusen entre Bayer e Roma. A equipa da casa entrou a todo o gás e aos 20 minutos de jogo vencia por 2-0. A Roma deu a volta ao marcador e a 17 minutos dos noventa vencia por 4-2 mas os alemães ainda encontraram forças para reagir e garantiram um empate a quatro.

O Olympiacos de Marco Silva continua em grande e foi a Zagreb vencer pela margem mínima, Danny fechou a contagem na vitória do Zenit frente ao Lyon e João Cancelo voltou a brilhar no triunfo sofrido do Valência frente ao Gent.