Última hora

Última hora

Começou o Jubileu da Misericórdia

O Papa Francisco foi o primeiro a atravessar a Porta Santa da Basílica de São Pedro, em Roma. Momentos depois foi a vez do Papa emérito Bento XVI. O gesto simbólico de abrir a Porta Santa irá repetir-

Em leitura:

Começou o Jubileu da Misericórdia

Tamanho do texto Aa Aa

O Jubileu da Misericórdia arrancou com a abertura simbólica da Porta Santa da Basílica de São Pedro, em Roma, neste dia da Imaculada Conceição em que também se assinalam os 50 anos da conclusão do Concílio Vaticano II.

O Papa Francisco foi o primeiro a atravessar a Porta Santa. Momentos depois foi a vez do Papa emérito Bento XVI. O gesto simbólico de abrir a Porta Santa irá repetir-se em todas as dioceses do mundo no próximo domingo, 13 de dezembro.

O jubileu realiza-se tradicionalmente a cada 25 anos. O último foi no ano 2000. No entanto, o Papa pode convocar um Ano Santo extraordinário, como o que arrancou neste dia 8 de dezembro.

Na rede social Twitter, o Papa Francisco deixou uma mesagem ao mundo:



Este Ano Santo extraordinário, convocado pelo Papa Francisco, centra-se no tema da Misericórdia e, segundo a Santa Sé, “adquire um significado particular, impelindo a Igreja a continuar a obra” iniciada há meio século com o Concílio Vaticano II.

Até 20 de novembro de 2016, estima-se que 10 milhões de peregrinos vão cruzar a Porta Santa da Basílica de São Pedro. Um forte dispositivo de segurança foi instalado em Roma, cidade sobre a qual pairam ameaças de atentados terroristas. Cerca de 2000 militares e outros tantos polícias foram mobilizados para a capital italiana.