Última hora

Última hora

Grávidas em perigo por causa do vírus Zika na América Latina

O alerta sanitário por causa do vírus Zika na América Latina e Caraíbas estende-se agora a 18 países. O vírus é transmitido pela picada de um

Em leitura:

Grávidas em perigo por causa do vírus Zika na América Latina

Tamanho do texto Aa Aa

O alerta sanitário por causa do vírus Zika na América Latina e Caraíbas estende-se agora a 18 países. O vírus é transmitido pela picada de um mosquito, como o dengue. O Zika só é grave para as mulheres grávidas porque pode ultrapassar a placenta durante a gestação e provocar microcefalia, uma malformação do cérebro que pode ser fatal para o bebé.

As autoridades sanitárias americanas estão preocupadas e recomendam às mulheres grávidas para evitarem os países afetados. Em Salvador e na Colômbia as recomendações são mais radicais: as autoridades apelam às mulheres para não engravidar nos próximos meses.

Até ao momento o país mais afetado é o Brasil, onde foram registados 3893 casos de microcefalia, 49 foram mortais. Em Portugal, a Direção-Geral de Saúde recomenda às mulheres grávidas que tenham viajado para um dos destinos em causa a consultar o médico assistente. O Instituto Ricardo Jorge confirmou quatro ocorrências com evolução favorável. Cabo Verde também está na lista dos países afetados.