Última hora

Última hora

Líbia: 2 reféns italianos mortos

As autoridades italianas reconhecem que Fausto Piano e Salvatore Failla estão, provavelmente, mortos. Trata-se de 2 dos 4 reféns italianos sequestrados na Líbia, em julho do ano passado

Em leitura:

Líbia: 2 reféns italianos mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Fausto Piano e Salvatore Failla estão, provavelmente, mortos. Trata-se de 2 dos 4 reféns italianos sequestrados na Líbia, em julho do ano passado.

Aparentemente, os dois homens encontrar-se-iam em veículos do Estado Islâmico, durante combates com forças paramilitares líbias, na região de Sabratah, perto da fronteira com a Tunísia.

A cidade está, desde 2014, sob controlo das milícias Farj Libya, favoráveis ao governo de Tripoli.

Mas, a semana passada, o Estado Islâmico tomou brevemente o controlo do centro da cidade – cinco dias depois de um raide americano ter destruído uma base do grupo nos arredores e morto 50 pessoas, incluindo, eventualmente, um dos chefes.

Os 4 italianos, funcionários da empresa de obras públicas Bonatti, foram raptados no verão passado, perto da companhia petrolífera italiana ENI, em Mellitah, próxima de Sabratah.

Segundo Roma, os dois outros colegas – Gino Pollicardo e Filippo Calcagno – estão vivos.