Última hora

Última hora

Turquia: Grupo radical curdo reivindica atentado de Ancara

O grupo extremista “Falcões da Liberdade do Curdistão” reivindicou a autoria do atentado suicida de Ancara, a capital da Turquia, no domingo, que

Em leitura:

Turquia: Grupo radical curdo reivindica atentado de Ancara

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo extremista “Falcões da Liberdade do Curdistão” reivindicou a autoria do atentado suicida de Ancara, a capital da Turquia, no domingo, que matou 37 pessoas.

O TAK tem ligações ao PKK, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, e afirmou, numa página na internet que o ataque foi a retaliação pelas operações das forças de segurança turcas no sudeste da Turquia, uma zona de maioria curda.

Além das vítimas mortais, o ataque de domingo provocou 125 feridos, de acordo com o último balanço das autoridades turcas.

Este não é o primeiro atentado reivindicado pelos “Falcões da Liberdade do Curdistão”. Os radicais reclamam a autoria de um ataque, a 17 de fevereiro, a um autocarro que transportava militares e que matou 29 pessoas e um outro atentado com morteiros a um aeroporto de Istambul, em dezembro, que fez uma vítima mortal.

A tensão na Turquia aumenta.

O ministério alemão dos Negócios Estrangeiros informou que a embaixada da Alemanha em Ancara, o consulado e a escola alemã em Istambul foram encerrados, esta quinta-feira, devido a indícios de ataque iminente.