Última hora

Última hora

FMI alerta para os perigos da saída do Reino Unido da União Europeia

O Fundo Monetário Internacional alerta que uma eventual saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado “Brexit”, pode ter implicações graves

Em leitura:

FMI alerta para os perigos da saída do Reino Unido da União Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo Monetário Internacional alerta que uma eventual saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado “Brexit”, pode ter implicações graves, provocar danos na economia mundial e levar ao rompimento das relações comerciais existentes.

O aviso surgiu esta terça-feira durante a divulgação do “World Economic Outlook”

“O Brexit levaria a um processo de renegociação de dois anos, o que me parece improvável pois não podemos pressupor o que iria acontecer, no qual o estatuto da Grã-Bretanha, no que diz respeito ao acesso à União Europeia, não iria mudar. Isso teria um grande efeito sobre o Reino Unido, nos seus parceiros europeus e em outros países, em todo o mundo, que estão integrados no atual sistema”, afirmou o economista Maurice Obstfeld.

O FMI reviu em baixa as projeções feitas em janeiro.

A organização prevê um crescimento da economia do país de 1,9%, em 2016, abaixo dos 2,2% previstos no início do ano.

Também a economia mundial deverá crescer menos.

Em janeiro o FMI previa um crescimento de 3,4%, para 2016, recuando agora para os 3,2%.

“O crescimento global continua, mas a um ritmo cada vez mais dececionante, o que deixa a economia mundial mais exposta a riscos negativos. O crescimento tem sido persistentemente lento”, sublinhou Obstfeld.

Quanto a Portugal, o FMI estima que o défice seja de 2,9%, acima dos 2,7% previstos em outubro.

Em relação ao Brasil, a economia deve contrair 3,8% em 2016 e apresentar um crescimento nulo em 2017.