Última hora

Última hora

FMI alerta para os perigos da saída do Reino Unido da União Europeia

Em leitura:

FMI alerta para os perigos da saída do Reino Unido da União Europeia

FMI alerta para os perigos da saída do Reino Unido da União Europeia
Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo Monetário Internacional alerta que uma eventual saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado “Brexit”, pode ter implicações graves, provocar danos na economia mundial e levar ao rompimento das relações comerciais existentes.

O aviso surgiu esta terça-feira durante a divulgação do “World Economic Outlook”

“O Brexit levaria a um processo de renegociação de dois anos, o que me parece improvável pois não podemos pressupor o que iria acontecer, no qual o estatuto da Grã-Bretanha, no que diz respeito ao acesso à União Europeia, não iria mudar. Isso teria um grande efeito sobre o Reino Unido, nos seus parceiros europeus e em outros países, em todo o mundo, que estão integrados no atual sistema”, afirmou o economista Maurice Obstfeld.

O FMI reviu em baixa as projeções feitas em janeiro.

A organização prevê um crescimento da economia do país de 1,9%, em 2016, abaixo dos 2,2% previstos no início do ano.

Também a economia mundial deverá crescer menos.

Em janeiro o FMI previa um crescimento de 3,4%, para 2016, recuando agora para os 3,2%.

“O crescimento global continua, mas a um ritmo cada vez mais dececionante, o que deixa a economia mundial mais exposta a riscos negativos. O crescimento tem sido persistentemente lento”, sublinhou Obstfeld.

Quanto a Portugal, o FMI estima que o défice seja de 2,9%, acima dos 2,7% previstos em outubro.

Em relação ao Brasil, a economia deve contrair 3,8% em 2016 e apresentar um crescimento nulo em 2017.