Última hora

Saltadores gregos brilham nas ruas de Atenas mas querem saltar mais alto

Já há quatro anos que a tradição tem vindo a ser construída e em dois mil e dezasseis, pela primeira vez, as mulheres também participaram. Falamos do

Em leitura:

Saltadores gregos brilham nas ruas de Atenas mas querem saltar mais alto

Tamanho do texto Aa Aa

Já há quatro anos que a tradição tem vindo a ser construída e em dois mil e dezasseis, pela primeira vez, as mulheres também participaram.

Falamos do concurso de salto à vara nas ruas de Atenas, junto ao parlamento grego, com os melhores saltadores do planeta a mostrarem os seus dotes bem junto aos adeptos.

A prova feminina foi ganha pela atleta da casa Ekaterini Stefanidi, com um salto de 4m65. A grega, medalha de bronze nos Campeonatos do Mundo de pista coberta em Portland, há dois meses, falhou a tentativa de estabelecer um novo recorde pessoal mas as metas para a temporada estão bem definidas:

“Certamente que o pensamento de uma medalha olímpica está sempre presente mas este ano tenho feito um degrau de cada vez. Primeiro quero estar a cem por cento para os Campeonatos da Europa, os Jogos Olímpicos estão longe, faltam três meses e meio.”

Nos homens, o triunfo também foi arrebatado por um atleta da casa. Konstantinos Filippidis, campeão do mundo de pista coberta em 2014, alcançou a terceira melhor marca mundial do ano ao ar livre ao saltar com a fasquia a 5m70.

O grego levou a melhor sobre o polaco Piotr Lisek, medalha de bronze nos últimos mundiais e detentor do título nas ruas de Atenas. O objetivo agora é derrotar o melhor do mundo:

“O Renaud Lavillenie já mostrou do que é capaz, é um dos melhores do mundo. Mas quem compete nos Jogos Olímpicos não pode estar a pensar quem é número um ou dois, quem pode ou não ganhar. Tem de dar o melhor e tentar vencer, penso que está tudo em aberto.”