Última hora

Turquia: Estado de emergência aprovado e Convenção Europeia dos Direitos Humanos suspensa temporariamente

A Turquia vai suspender temporariamente a Convenção Europeia dos Direitos Humanos enquanto vigorar o estado de emergência.

Em leitura:

Turquia: Estado de emergência aprovado e Convenção Europeia dos Direitos Humanos suspensa temporariamente

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia vai suspender temporariamente a Convenção Europeia dos Direitos Humanos enquanto vigorar o estado de emergência. O anúncio foi feito pelo governo no dia em que o estado de emergência foi votado pelo parlamento de Ancara: foi aprovado com 346 votos a favor e 115 contra.

“O estado de emergência não vai afetar a atividade económica e social. O estado de emergência não é a lei marcial”, garantiu o ministro da Justiça turco, Bekir Bozdag .

Esta situação vai durar pelo menos 3 meses e conta com oposição, não maioritária no parlamento. Mehmet Tum, do Partido do Povo Republicano (CHP) explica que “tal como sabemos, o estado de emergência limita a democracia e tudo o que envolve a democracia. Quero voltar a repetir que não queriamos o estado de emergência ontem e continuamos a não querer hoje”. O HDP, partido pró-curdo, também está contra esta declaração.

Entretanto já está a ser preparada uma remodeção profunda das Forças Armadas turcas e dos serviços de informações interna. O ministro da Justiça, Bekir Bozdag garantiu que vão ser tomadas todas as medidas para tentar evitar outro golpe militar.