Última hora

Última hora

PSA Peugeot-Citroën vai suprimir mais 2100 empregos

Em 2017, pelo quarto ano consecutivo, haverá supressões de empregos na PSA Peugeot-Citroën.

Em leitura:

PSA Peugeot-Citroën vai suprimir mais 2100 empregos

Tamanho do texto Aa Aa

Em 2017, pelo quarto ano consecutivo, haverá supressões de empregos na PSA Peugeot-Citroën. O grupo automóvel francês vai eliminar 2100 empregos, cerca de 3% da força laboral, através de reformas antecipadas e de saídas voluntárias.

Desde 2013, a PSA eliminou 17 mil empregos.

O grupo, sob comando de Carlos Tavares, foi salvo da falência pelo Estado gaulês, que entrou no capital com uma participação de 14%. No ano passado, ao fim de cinco anos, o grupo voltou a ter lucros. Estes rondaram os 1,2 mil milhões de euros.

A PSA não comentou as notícias da imprensa francesa. No entanto, segundo documentos internos, a direção estima que o grupo se deve manter prudente face à incertezas criadas pelos Brexit e o recuo das vendas dos veículos a gasóleo.

Os sindicatos, a começar pela CGT, consideram os cortes inaceitáveis, denunciam a atitude do governo e as saídas “cada vez mais forçadas”.

PSA Peugeot Citroën é o maior construtor automóvel francês. No ano passado vendeu quase 2,3 milhões de veículos em todo o mundo. Emprega 57 mil pessoas em França.