PSA Peugeot-Citroën vai suprimir mais 2100 empregos

PSA Peugeot-Citroën vai suprimir mais 2100 empregos
De  Patricia Cardoso com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Em 2017, pelo quarto ano consecutivo, haverá supressões de empregos na PSA Peugeot-Citroën.

PUBLICIDADE

Em 2017, pelo quarto ano consecutivo, haverá supressões de empregos na PSA Peugeot-Citroën. O grupo automóvel francês vai eliminar 2100 empregos, cerca de 3% da força laboral, através de reformas antecipadas e de saídas voluntárias.

INFO FRANCEINFO. Le groupe #PSA compte supprimer 2 133 postes l'an prochain dans ses usines françaises.

— franceinfo (@franceinfo) 17 de outubro de 2016

Desde 2013, a PSA eliminou 17 mil empregos.

O grupo, sob comando de Carlos Tavares, foi salvo da falência pelo Estado gaulês, que entrou no capital com uma participação de 14%. No ano passado, ao fim de cinco anos, o grupo voltou a ter lucros. Estes rondaram os 1,2 mil milhões de euros.

A PSA não comentou as notícias da imprensa francesa. No entanto, segundo documentos internos, a direção estima que o grupo se deve manter prudente face à incertezas criadas pelos Brexit e o recuo das vendas dos veículos a gasóleo.

Os sindicatos, a começar pela CGT, consideram os cortes inaceitáveis, denunciam a atitude do governo e as saídas “cada vez mais forçadas”.

PSA Peugeot Citroën é o maior construtor automóvel francês. No ano passado vendeu quase 2,3 milhões de veículos em todo o mundo. Emprega 57 mil pessoas em França.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velhinhos Citroën 2cv movidos a eletricidade

PSA apresenta plano estratégico ofensivo

Renault abre primeira fábrica na China