Última hora

Em leitura:

Discurso racista pró-Trump suscita condenações


EUA

Discurso racista pró-Trump suscita condenações

O discurso racista proferido num encontro de nacionalistas brancos, no sábado, em Washington, continua a suscitar reações.

Na segunda-feira, o museu do Holocausto dos Estados Unidos condenou as declarações de Richard Spencer, líder do Nacional Policy Institute (Instituto de Política Nacional) e as saudações nazis dos participantes. No mesmo dia, Bryan Lanza, porta-voz da equipa de transição do Presidente eleito dos Estados Unidos afirmou que Donald Trump denunciou sempre o racismo.

Richard Spencer, que emergiu nos últimos anos como um dos principais ideólogos do movimento Direita Alternativa, defende que os Estados Unidos devem ser “um país de brancos”. No
encontro de sábado, aclamou a vitória eleitoral de Donald Trump com frases como “Hail Trump, hail our people, hail victory!”.

Uma “supremacia branca” que revela simpatias particulares. Steve Bannon, outro ideólogo da Direita Alternativa próximo de Trump, é um “fervoroso Sionista e apoiante de Israel”, segundo Bernie Marcus, um dos líderes da Republican Jewish Coalition.