Última hora

Em leitura:

Promessa de isenção de vistos marcou cimeira UE-Ucrânia


A redação de Bruxelas

Promessa de isenção de vistos marcou cimeira UE-Ucrânia

A Ucrânia fez as reformas que lhe foram pedidas com vista a receber a isenção de vistos de viagem de curta duração para a União Europeia. A “bola” está do lado europeu para concluir o processo até ao final do ano.

A garantia foi dada, no final da cimeira, esta quinta-feira, em Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu.

Donald Tusk disse estar “satisfeito com o facto de todos os Estados-membros estarem da acordo com o regime de isenção de vistos de viagem, que reconhece os progressos da Ucrânia para ir de encontro aos padrões da União Europeia”.

Bruxelas tem ajudado no processo com financiamento e tentará convencer os países mais reticentes, especialmente a Alemanha e a França, que estão a braços como eleições muito disputadas por movimentos nacionalistas.

Confrontado com essa questão, o Presidente da Ucrânia disse que “a União Europeia, em geral, está a reagir bem porque está debaixo de um severo ataque aos seus princípios por parte dos populistas, nacionalistas, eurocéticos e russos”.

As duas partes assinam um memorando na área da energia, garantindo que a União continuará a comprar gás à Ucrânia e que ajudará na modernização do setor energético.

Mas a pedra no caminho para maior cooperação é a ratificação do acordo de associação, comercial e político, recusado em referendo pela Holanda. A União Europeia tentará resolver o problema até ao final do ano.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

UE-Turquia: eurodeputados aprovaram pedido de suspensão das negociações